10 fatos que você não sabia sobre Snoop Dogg

A vida de um dos rappers mais famosos do mundo não é nem um pouco pacata. Snoop Dogg já passou por fases bem polêmicas durante sua carreira de ator, cantor e produtor musical. Pensando nisso, elaboramos uma lista com 10 fatos bem curiosos de um dos artistas mais frenéticos do hip-hop:

Snoop Dogg

1 – Seu nome – que na certidão de nascimento é Calvin Broadus Cordozar Jr – já mudou algumas vezes durante sua carreira. Começando por sua mãe que o apelidou de “Snoopy”, o artista já foi Snoop Dogg, Snoop Lion, Snoop Doggy Dogg, Snoopzilla, estes, os mais conhecidos.

Um dos motivos mais curiosos em relação às identidades do músico foi quando, em viagem à Jamaica, para gravar o álbum reggae “Reincarnated” (2013), o lendário Bunny Wailer, defensor do rastafarianismo, disse que não gostavam de chamar ninguém de ‘Dog’, e o chamou de ‘Lion’. Snoopy afirmou que era Bob Marley reencarnado e se converteu à doutrina Rastafari, mudando seu nome para “Snoopy Lion”. Isso deu o que falar entre os jamaicanos e Bob Marley, na certa, se revirou na cova.

2 – A carreira de Snoopy Dogg teve início em 1992, e ele não é o único da família no meio musical. Seu tio Bootsy Collins é cantor e multi-instrumentista e tocava com o pai do funk music, James Brown. E Snoop, por sua vez, para não perder a linhagem, é tio do rapper Lil’ Bow Wow.

3 – Seu primeiro trabalho “Doggystyle” (1993) ‘estourou’ rapidamente e levou o hip-hop ao topo do sucesso. O álbum ocupou a primeira posição no ranking Billboard 200 e, na primeira semana de lançamento, vendeu mais de 800 mil cópias.

4 – O rapper já atuou em 26 produções cinematográficas, entre elas várias comédicas como “Baby Boy” (2001), “Todo Mundo em Pânico 5” (2013) e a produção indiana “Singh is Kinng”, dos estúdios de Bollywood. Em “Reincarnated”, Snoopy interpreta ele mesmo em viagem à Jamaica, para gravação do álbum homônimo. O documentário produzido pela Vice levou o “Oscar dos Documentários Musicais” em 2013.

5 – Entre parcerias e duetos, gravou com TuPac, Wiz Khalifa, 50Cent, Charlie Wilson, Pharrell Williams (inclusive a música “Beautiful”, com vídeo clipe filmado no Rio de Janeiro, em 2012), Wiz Khalifa, Bruno Mars, Rita Ora, Miley Cyrus, Katy Perry, Mariah Carey, a cantora folk Jewell e a banda Limp Bizkit, entre outros. Suas influências musicais mais notadas são de George Clinton, Ice Cube, N.W.A., Biz Markie e Scarface.

5 – Aos 43 anos, o rapper mostra seu lado empreendedor. Entre os seus negócios estão investimentos na rede de cafeterias Philz Coffee, em São Francisco, CA; investimentos na Reddit, um site de publicações sociais onde usuários podem divulgar materiais na web; e na Robin Hood, um aplicativo de negociação de ações na Bolsa de Valores.

6 – Em 2009, Snoop Dogg gravou a música e o vídeo clipe de “Groove on”, com Timati, para a PokerStars, mostrando que hip-hop combina super bem com o mundo do Poker. Ele se apresentou na festa do site em um campeonato em Las Vegas (2010) e foi o maior sucesso entre os apostadores.

7 – Em 2012, foi protagonista da campanha de Natal da Adidas, baseada no conto conhecido por “Os Fantasmas de Scrooge”. Em vez de fazer o “Ebenezer Scrooge” (nome em inglês do conto), lançou o “Ebenezer Snoop”. Ficou bem divertida.

8 – Para completar o lado “B” da vida do músico, ele se arriscou a carreira de cafetão. Conta que, em 2003, agenciou prostitutas para atletas de basquete e futebol. Tinha um ônibus com dez prostitutas, fazendo a ‘turnê Playboy’, que ia até as cidades onde os jogadores estavam.

Seu empreendimento fez o maior sucesso na época, e rendia um bom dinheiro, mas deixava tudo com suas meninas. “A questão não era dinheiro, era a fascinação em ser um cafetão. Quando criança, eu sonhava ser cafetão, sonhava com carros e roupas e prostitutas ao redor”; completa o rapper em entrevista à Rolling Stone norte-americana.

Snoop Dogg

9 – Mais um número curioso é que Snoop confirmou que, em momentos filosóficos, consumiu cerca de 30 cigarros de maconha em um dia, andando pelas ruas de Kingston, com moradores de comunidades e os maiores traficantes da Jamaica. Ainda sobre este assunto, conta que já dividiu algumas tragadas com celebridades como Wiz Khalifa, Willie Nelson e B-Real do Cypress Hill.

10 – Completando sua fase ‘empreendedor’, Mr. Dogg investiu US$3 milhões no App “Eaze”, para delivery de maconha medicinal. O ‘Eaze’ realiza, em menos de 20 minutos, o trabalho de entrega domiciliar nos EUA. O valor colocado na startup pelo músico, principal investidor, foi feito através de seu fundo de investimento, o Casa Verde Capital. Juntamente com o apoio de outros fundos, o app idealizado por Keith McCarty, conseguiu levantar US$10 milhões, neste começo de 2015.