B-side: Brandon Heath

Já imaginou curtir uma música achando que é pop e quando resolve pesquisar descobre que é gospel? Brandon Heath vai te deixar confuso.

Heath é de Nashville, a ‘cidade da música’, e começou a compor logo depois de se converter religiosamente em um acampamento. No início, o cantor queria ver suas composições na boca de outros artistas. Por isso demorou até se lançar no ano de 2004, de forma independente. A partir de 2007 começaram as indicações, premiações que o lançaram de vez.

Com um estilo pop contemporâneo, Heath começou a sair em turnês internacionais e chegou a emplacar várias músicas nas rádios norte-americanas, que se tornaram sucesso, a exemplo da I’m Not Who I Was. Desde então, ele ficou no topo das paradas da Billboard em rádios de música gospel.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=K1ZgtCRO-KY[/youtube]

Quem curte muito o rapaz é a cantora country Carrie Underwood.

O segundo álbum What if we?, com gravadora, traz a união entre questionamentos sobre a vida de cada pessoa e as próprias experiências do cantor. Todas as canções mostram um caminho, uma lição. Give me your Eyes, sobre ver com os olhos de Deus, ganhou o prêmio de música do ano no DOVE Awards, importante premiação norte-americana de música gospel.

O terceiro álbum, intitulado Leaving Eden, foi lançado este ano.

Heath não quer converter ninguém, mas trazer ensinamentos sobre a vida, sobre o que acontece com qualquer um. Talvez esse seja o ponto do sucesso dele além da música gospel, e de passar batido como um “produto religioso”.

O clipe de Give Me Your Eyes ilustra como a letra da música surgiu: enquanto ele observava pessoas em um aeroporto.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=P5AkNqLuVgY[/youtube]

1 Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.