Cresce a venda de música digital no Reino Unido

É apenas o começo de novembro e as vendas de músicas digitais no Reino Unido em 2011 já são maiores que em 2010. Acredita?

De acordo com a Official Charts Company, mais de 21 milhões de cópias digitais foram vendidas até o final de outubro. Com o resultado, o mercado digital representa um quarto da indústria musical britânica, contra 17,5% no último ano.

Quer um exemplo bacana? O último álbum do Coldplay, Mylo Xyloto, vendeu mais de 80 mil cópias digitais na semana de lançamento, e estabeleceu um novo recorde. Ou então 21, da cantora Adele, lançado em janeiro, que se tornou o álbum digital mais vendido de todos os tempos, com 670 mil downloads só no Reino Unido – mais de 1,1 milhão no mundo todo. Extraordinário, não é mesmo?

Os executivos britânicos se mostram ainda mais otimistas com o resultado final de 2011, tendo em vista que o Natal é uma das melhores épocas para a venda de discos. Para Geoff Taylor, diretor do British Phonographic Industry (BPI), espera que as vendas na última semana do ano ultrapassem a marca de 1 milhão de cópias.

“Nos últimos cinco anos, a última semana do ano foi a melhor em termos de vendas digitais. Os consumidores gastam seus cartões-presentes e testam serviços em seus novos iPods, tablets e laptops”, comentou. “Em 2010, a última semana do ano registrou 800 mil cópias vendidas digitalmente. Este ano devemos quebrar a barreira de 1 milhão, apesar dos sites ilegais e da crise econômica.”

Se não são tão animadores quanto os do Reino Unido, os resultados das vendas digitais nos Estados Unidos também agradam. De acordo com levantamente da Nielsen SoundScan, até o final de agosto as vendas de música digital cresceram 19,1% em 2011.

No mesmo período no ano passado o crescimento foi de 13,5%. A Nielsen não divulgou números absolutos de vendas.

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.