Sou brasileiro e não desisto nunca!

Agora vamos falar do que importa, dinheiro. Não, brincadeira. A gente vai falar sobre dinheiro, mas não é isso que importa.

O cinema nacional não tem tanto destaque pelo mundo quando o cinema de Hollywood e tal, mas a gente está chegando lá. Desde que Central do Brasil e Cidade de Deus deram as caras no Oscar, o pessoal começou a respeitar mais o Brasil nas telonas.

Daí, a área do governo especializada em exportação anunciou hoje que pretende investir R$8,4 milhões até o ano que vem para ampliar a atuação do cinema brasileiro no exterior. A teoria é linda!

Para isso acontecer, eles pretendem fazer ações com produtoras e agentes de venda no Brasil para ampliar as redes de contatos e facilitar co-produções internacionais e acordos. Uma das ações visa a participação de produtores nacionais em Cannes, Miami, Ventana Sur e Berlim, onde muita coisa boa é lançada hoje em dia.

Além disso, estão previstos incentivos de R$400 mil para lançar 20 filmes brasileiros no exterior. No ano passado o programa apoiou o lançamento de filmes reconhecidos como: Estômago, Era uma Vez, Divã, Antônia e Durval Discos.

Você é uma daquelas pessoas que acha que o cinema brasileiro não vale nada? Nota: já faz tempo que  porno chanchada acabou. Já faz tempo que a captação de áudio melhorou. Já faz tempo que nossos atores estão dando as caras em Hollywood. Estamos na retomada, povo! Estão chamando nossos diretores para dirigir lá fora.

Você sabia que os filmes brasileiros correspondem a apenas 14% das bilheterias no nossa país? É um ciclo vicioso. Por que ninguém assiste, as distribuidoras não compram; por que elas não compram, os filmes não são financiados pelas empresas; por que as empresas não financiam a qualidade depende mais do dinheiro do que da idéia e da arte…

Não dá para deixar os gringos gostarem mais dos nossos filmes que nós. A gente pode apoiar o cinema brasileiro também. Vamos ver filme nacional, povo! Yes, we can!

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.